10 lugares que você não pode perder na Alemanha

Por Daniel Courtouke

Jornalista formado e jogador de futebol frustrado, Daniel Courtouke dá seus pitacos e dicas no Viagem 0800 sobre as viagens que fez. Como bom pão duro que é, procura sempre mostrar os atalhos mais econômicos das viagens que faz.

Conversando sobre viagem uma vez com a minha tia, ela levantou um ponto interessante: nunca teve nenhuma intenção de conhecer a Alemanha. Por mais que alguns destinos sejam famosos, muito bonitos e até históricos, ainda assim outros lugares da Europa parecem mais populares, mesmo pra ela que já havia rodado bastante pelo continente.

Por isso, resolvemos juntar nossas experiências de viagem em nossos oito anos na terra da cerveja e pão puro com salsicha para listar aqui os lugares que você precisa conhecer na Alemanha algum dia.

O que conhecer na Alemanha e porquê

Provavelmente uma viagem só não será suficiente para cobrir tudo isso, mas você pode escolher dois ou três destinos que façam sentido geograficamente no seu roteiro ou, simplesmente, ver os que mais se encaixam no seu perfil de viajante: mais natureza ou cidade, por exemplo. Eis a nossa lista:

10- O Mauerpark aos domingos em Berlim

karaoke no Mauerpark em Berlim aos domingos

Foto: Fernanda Serpa

O Mauerpark seria um parque comum (até um pouco feio, pra ser honesto), não fosse pelo aspecto histórico que fez do lugar um ponto de encontro aos domingos em Berlim.

O lugar ficava na divisa das duas Berlins e ficava isolado porque existia não só um, mas dois muros para separar o lado soviético do lado ocidental.

Hoje, dá pra imaginar que o parque virou um lugar cheio de gente, como se as pessoas dissessem: “agora que dá pra ir, vamos toda semana” e se tornou um bom passeio de domingo no seu roteiro em Berlim.

Lá, tem um mercado das pulgas gigantesco, um karaokê a céu aberto aos domingos – que por vezes parece palco de The Voice e em outras ocasiões parece um karaokê mesmo – e um monte de gente fazendo piquenique e tomando cerveja.

9- O teleférico de Koblenz

vista do alto da esquina da Alemanha, o Deutsches Eck

Se você for um leitor assíduo do Viagem 0800 já deve percebido que gostamos muito de Koblenz. Um dos melhores passeios por lá – que a gente já recomendou no nosso guia do que fazer pela cidade – é cruzar o rio de teleférico e desembarcar no Forte Ehrenbreitstein.

O passeio, além de servir como um meio de transporte inusitado para o outro lado de Koblenz, ainda proporciona uma vista fantástica.

Lá de cima, você vê o encontro dos rios Mosel e Reno, a gigante estátua do Imperador Wilhelm no Deutsches Eck – a famosa esquina da Alemanha – e também a grandeza do próprio forte que vai visitar em seguida!

8- Ver Colônia do alto

vista aérea da catedral de colônia

Esse rolê requer esforço, pois não há elevador e nem muito espaço para fazer um intervalo no caminho. Subir a catedral de Colônia (Kölner Dom) foi uma das experiências de viagem que tive no meu primeiro ano aqui na Alemanha e que eu lembro até hoje.

A vista lá de cima é única. Dali, dá pra ver a enormidade da famosa ponte de ferro que corta o rio Reno e conecta os dois lados de Colônia, o centro antigo e toda a extensão da cidade.

A subida em si também vale a pena, apesar do esforço. Vale dizer que as escadas de pedra em caracol não são das mais espaçosas e que os degraus irregulares dificultam a vida dos que não estiverem 100% fisicamente.

Agora, para quem quiser ou precisar de um elevador, aqui é o pulo do gato. Do outro lado do rio existe um prédio chamado Köln Triangle que oferece vistas panorâmicas a 100 metros de altura. A vista é invertida, mas quem sabe ainda mais bonita, pois você pode ver a catedral inteirinha!

7- Conhecer Bastei, a Suíça da Saxônia

vista da ponte do parque nacional de Bastei, a Suíça da Saxônia perto de Leipzig

Pra um país relativamente plano, deparar-se com montanhas e penhascos não é coisa lá tão comum assim. Mas a Alemanha também sabe nos surpreender: o parque nacional Bastei é o que eles próprios chamam de A Suíça Saxônica.

O lugar fica no estado da Saxônia (Sachsen), perto de Dresden e o ponto alto é uma ponte de pedra cravada no alto da montanha entre pedras gigantescas com o topo arredondado.

A trilha para chegar lá é muito bonita e começa ao pé do rio Elba. Existem diversos níveis de dificuldade e é possível encurtar o trajeto para chegar lá no alto em menos tempo; ou seja: se você for minimamente ativo fisicamente, não existe desculpa para não encarar!

6- Conhecer a romântica Heidelberg e seu castelo

vista do alto de Heidelberg a partir do castelo da cidade

Vista do alto do castelo da cidade para o rio e a ponte antiga

Heidelberg tem uma fama monstruosa de ser um dos lugares mais românticos da Alemanha. A cidade oferece o pacote completo para fazer jus a esse status: é relativamente pequena e aconchegante, tem lindas pontes antiguíssimas, um centro histórico daqueles com ruelas imprensadas entre as casas e um castelo imponente no meio da montanha.

Apesar de ter tudo isso, não é o destino mais buscado dos brasileiros que decidem viajar pra Alemanha. E nem agrada a todos. Algumas pessoas já comentaram aqui no Viagem 0800 ou em nossas redes sociais que se decepcionaram um pouco com a cidade.

Discordo, mas entendo. Se você já visitou outras cidades com castelos na Alemanha, não vai achar o de Heidelberg o mais imponente de todos, mas eu acho que o pacote completo, como sugeri acima, é o que faz a viagem valer a pena demais.

5- Um jardim fantástico e um castelo de tirar o fôlego em Hannover

castelo de Marienburg em Hannover

Foto: Fernanda Serpa

Hannover foi uma das minhas melhores surpresas na Alemanha até aqui. Nós estivemos por lá porque uma amiga nossa estava interessada num mestrado de fotografia na universidade da cidade e fomos conhecer o campus e ver como era a vibe do lugar.

Ela acabou escolhendo não fazer o curso, mas Hannover nos apresentou muita coisa nova e desconhecida. Sendo praticamente os únicos turistas da cidade em dia de semana, acabamos tendo todas as atrações para nós mesmos.

Lá, conhecemos três lugares fantásticos: O Schloss Marienburg (um belo castelo um pouco afastado da cidade), os jardins de Herrenhausen e o prédio da prefeitura (Rathaus), que faz jus aos palácios mais invocados do país e fica de frente para um lago.

4- Os jardins e castelos de Sanssouci na simpática Potsdam

Palácio de Sanssouci, em Potsdam, pertinho de Berlim

A cidade de Potsdam fica próxima de Berlim (50 minutinhos com um trem S-Bahn) e, além de ser toda bonitinha com seu calçadão antigo e seu mini Portão de Brandemburgo, ainda tem um complexo de jardins e castelos chamado Sanssouci, que deixaria qualquer rei esbanjador com inveja ao chegar por ali.

Para você ter uma noção, um dos palácios era o lugar onde os visitantes se hospedavam. Ou seja: você achou que estava bem quando tinha um sofá-cama pra dormir quando visitava aquele amigo da faculdade, né!?

O Sanssouci era o palácio de verão do Rei da Prússia, Frederico, o Grande. Por sua imensidão e beleza, por vezes é tido como a versão alemã de Versailles.

3- Trier, a cidade mais antiga da Alemanha

Trier é a cidade mais antiga da Alemanha

A cidade mais antiga da Alemanha já apareceu aqui no Viagem 0800 quando falamos das ideias de viagens bate-volta saindo de Colônia e Düsseldorf.

O passado romano de Trier está evidente já de cara, quando você se depara com a Porta Nigra, um baita portão de pedra bem escuro que servia como ponto de entrada da cidade.

Trier é um lugar interessante para conhecer porque é uma das poucas cidades com passado romano do país a ter uma mistura tão forte entre o romano e o germânico: por dentro, a cidade é a cara de uma cidade pequena que poderia estar na Bavária, por exemplo, enquanto que ainda guarda construções como a Porta Nigra e uma arena de gladiadores, herança dos romanos.

2- A dobradinha Dresden e Leipzig

monumento antiga sinagoga queimada homenageando os judeus

Monumento em homenagem à antiga sinagoga que foi queimada pelos nazistas em Leipzig

Existe uma rivalidade entre Dresden e Leipzig que eu não tentarei opinar sobre. Não é possível eleger apenas uma delas: como turista, é preciso visitar as duas e, quem sabe, ainda voltar uma vez mais para decidir por uma preferência.

As duas cidades são meio que vizinhas para padrões do leste alemão, onde a concentração de municípios é bem mais baixa do que a da metade à esquerda do mapa.

Dresden é o lugar em que as memórias da segunda guerra mundial estão mais presentes, com museus e a Frauenkirche, que foi mantida parcialmente destruída até uns anos atrás como uma forma de relembrar o triste período da cidade.

frauenkirche em Dresden

Vista para a Frauenkirche, em Dresden.

Por outro lado, a cidade tem uma agitação diurna e noturna nas ruas que deixa claro que estudantes e turistas sabem bem aproveitar seus bares e restaurantes. O rio Elba divide Dresden em duas partes e embeleza ainda mais a cidade enquanto que o Zwinger, palácio com um jardim enorme, completa a lista de razões para passar uns dias por lá.

Leipzig, por outro lado, é meio que o lugar para estar no leste da Alemanha nos dias de hoje. A cidade é um mini polo tech na região e, assim como Dresden, também possui muitos estudantes, o que garante casa cheia aos bares e restaurantes e faz dos enormes parques da cidade ponto de encontro no verão.

Leipzig tem uma importância cultural para o país desde sempre, pois foi a casa de Goethe, Bach e Wagner por muito tempo. Além disso, a cidade tem um grande destaque na história alemã por ser o epicentro de manifestações pró-reunificação no lado oriental.

1- Neuschwanstein: o castelo da Cinderela

Resumir essa viagem somente ao castelo da Cinderela chega a ser até um pouco injusto com as paisagens em volta. O castelo é, sim, o ponto alto de uma visita a cidade de Füssen, mas a montanha em que está cravado, o castelo vizinho e a vista para o lago lá embaixo completam a viagem.

A visita ao castelo em si não é tão bonita quanto a vista e a caminhada morro acima para quem optar por subir até a entrada a pé.

Ideias de viagens bate-volta perto de Colônia e Dusseldorf

E aí, gostou das nossas sugestões? Faltou algum lugar na lista? Se quiser conhecer mais algumas curiosidades antes de vir pra cá, olha só o post da Tati sobre tudo o que você precisa saber antes de embarcar pra Alemanha!

Você Também Pode Se Interessar Por:

0 comentários
Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.