Conheça a polêmica Basílica de San Petronio de Bolonha

Por Daniel Courtouke

Jornalista formado e jogador de futebol frustrado, Daniel Courtouke dá seus pitacos e dicas no Viagem 0800 sobre as viagens que fez. Como bom pão duro que é, procura sempre mostrar os atalhos mais econômicos das viagens que faz.

Numa praça em que tudo em volta são belas obras arquitetônicas típicas de uma antiga cidade da Itália, nos chamou a atenção a igreja gigante que mais parecia uma junção de duas construções diferentes. Tal qual uma pizza de dois sabores, ali estava a Basílica de San Petronio – com sua metade de cima em tijolinho à vista e a outra metade em mármore branco e rosa.

Ao caminhar em direção à entrada, notamos um policiamento atípico para um atração turística religiosa.

No final das contas, descobrimos que a igreja tem várias curiosidades e uma grande controvérsia que até virou motivo de ameaça terrorista nos últimos anos.

Curiosidades da Basílica de San Petronio

Capela que gerou ameaças terroristas

vitrais no interior da basilica de san petronio, em Bolinha, na Itália

A enorme basílica carrega uma baita polêmica consigo: das 22 capelas que existem ali dentro, a mais popular de todas – dos reis magos – tem um afresco de Giovanni da Modena que representa Maomé sendo queimado no inferno.

Motivo pra treta das bravas, né?

Correto.

Desde 2009, a polícia guarda a entrada da basílica após algumas ameaças terroristas terem prometido explodir a igreja.

Meridiana no piso da igreja

meridiana da basilica de san petronio, em bolonha, na itália
Consegue ver o buraco no teto que joga a luz solar na Meridiana?

Apesar da ideia nada politicamente correta de Modena, a basílica também chama a atenção por causa da Meridiana de San Petronio, que é uma linha meridiana no piso da igreja.

Ela funciona mais ou menos como um calendário solar. Um mini buraco no teto permite a entrada de luz solar e, ao meio dia, a luz do sol fica exatamente em cima da linha no piso.

Essa invenção é obra do astrônomo Giovanni Domenico Cassini, que era professor de astronomia na universidade de Bolonha. A linha meridiana no solo é considerada um dos maiores instrumentos astronômicos do mundo.

Fachada meio a meio. Obra da Copa?

Nada disso, o Stadio Renato Dall’Ara tava completinho na Copa de 90. 😂

Aparentemente, não existe uma razão documentada para a não conclusão da fachada em mármore, mas o que se sabe é que as obras foram dadas como encerradas em 1659, já no esquema meio a meio.

Desde que foi iniciada, a basílica teve vários momentos de interrupção nas obras e mudanças no projeto arquitetônico. Se terminada como idealizada por Antonio di Vicenzo, a San Petronio seria a maior basílica do mundo, superando a Basílica de São Pedro, no Vaticano.

Além disso, sua planta teria um formato de cruz, o que teria sido barrado pelo Papa Pio IV, que preferiu usar a verba disponível na época para construir o Palazzo dell’Archiginnasio, um dos edifícios mais importantes para a cidade.

Como e quando visitar?

A Basílica de San Petronio fica na Piazza Maggiore, uma das várias atrações imperdíveis de Bolonha.

A entrada é grátis, embora quem quiser fotografar ou filmar precisa pagar dois euros como forma de doação. Para entrar na capela dos reis magos, no entanto, é preciso desembolsar mais umas moedinhas: 3 euros na época em que nós estivemos lá.

Também existe um terraço panorâmico, que custa 3 euros e acomoda 25 pessoas em uma visita de 30 minutos.

Horário de funcionamento:

Seg-Sex – 7:45 am – 1:30 pm e 3:30 pm – 6 pm
Domingos – 7:45 am – 1:30 pm e 2:30 pm – 7 pm

Mais informações:

Site oficial da Basílica (em inglês)

E aí, já tinha pensado em incluir a San Petronio na sua lista de coisas para ver em Bolonha?

Você Também Pode Se Interessar Por:

0 comentários
Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.