Tríplice fronteira: Alemanha, Bélgica e Holanda

Por Daniel Courtouke

Jornalista formado e jogador de futebol frustrado, Daniel Courtouke dá seus pitacos e dicas no Viagem 0800 sobre as viagens que fez. Como bom pão duro que é, procura sempre mostrar os atalhos mais econômicos das viagens que faz.

“Eu não posso estar em dois lugares ao mesmo tempo” é uma frase bastante comum no nosso dia-a-dia, apesar de incorreta. Na verdade, dá até pra estar na fronteira de três países ao mesmo tempo. Na Europa, é possível alcançar tal façanha no alto de um morro entre a Alemanha, a Bélgica e a Holanda.

É o Dreiländereck (ou Dreiläanderpunkt), em alemão. Lá, cada país divide um pedacinho de terra no final desse aclive (acho que essa palavra soa chique), que fica mais próximo da cidade holandesa de Vaals.

Esse é o ponto em que Alemanha, Bélgica e Holanda dividem fronteiras.

Esse é o ponto em que Alemanha, Bélgica e Holanda dividem fronteiras.

Entretanto, a maior cidade nas proximidades do morro é Aachen, na Alemanha, que atrai muitos turistas normalmente por conta de seu centro histórico, da fábrica de chocolate da Lindt e da própria divisa com os outros dois países.

Direto de lá, é possível pegar diversos ônibus para cidades belgas e holandesas, como Eupen (Bélgica) e Maastricht (Holanda), além da própria Vaals, onde começam algumas das rotas para a tríplice fronteira.

Essa é a simpática Vaals, já na Holanda. Foto: Viagem 0800

Essa é a simpática Vaals, já na Holanda.

Como ir de Aachen pra Vaals?

  •  Linhas 25, 33, 35 e 55
  • Linha 50 (da empresa holandesa Veolia. Ou seja: se você é estudante na Alemanha e possui o semesterticket, só pode andar de graça nas linhas de cima, que são da empresa de transporte da região de Aachen).

Pra quem não tiver nenhuma passagem, é sempre possível comprar com o motorista. Uma dica é informar no embarque o número de pessoas que estão juntas e também se o grupo pretende retornar para Aachen no mesmo dia, pois muitas vezes existem passagens para grupos de até 5 pessoas que dão um bom desconto se comparadas ao preço dos bilhetes individuais. Ah, o trajeto todo leva em torno de 20 minutos.


Mais da Alemanha:


Para chegar lá no alto, existem diversos caminhos. Há uma linha direta de ônibus que sai do centro de Vaals e para só lá no alto. No entanto, a rota mais agradável (pra quem tem fôlego) é subir pelo meio da floresta que rodeia o pico.

A subida leva em torno de 30 minutos, é bastante íngreme em alguns pontos e a falta de sinalização que diga “filho, vai pra direita por mais 300 metros que você chega” pode te fazer perder o rumo – ou o ânimo – por alguns metros. Na dúvida, siga o trecho mais íngreme, já que o ponto final é o topo do morro.

Um dos caminhos pra chegar na fronteira

Um dos caminhos pra chegar na fronteira

Chegando lá em cima, tem de tudo: banheiro, restaurantes, quiosques e até um labirinto para as crianças. Duas coisas, porém, se destacam. A primeira é o fato de o topo do morro ser o ponto mais alto da Holanda: pouco mais de 300 metros – levando em consideração que metade do país está na verdade abaixo do nível do mar não dá pra reclamar da falta de altitude, não é mesmo?

Esse aí é o ponto mais alto da Holanda... míseros 300 metros de altitude :) Foto: Viagem 0800

Esse aí é o ponto mais alto da Holanda… míseros 300 metros de altitude 🙂

O segundo destaque fica por conta de uma torre de observação, na qual os turistas podem subir e curtir a paisagem dos três países. A subida é outro desafio. Existe um elevador, mas os mais corajosos podem encarar os 34 metros de altura pelas escadas. Bora?

Olha só a vista lá de cima! Foto: Viagem 0800

Olha só a vista lá de cima!

Se você tem medo de altura, tenha essa foto em mente antes de subir

Se você tem medo de altura, tenha essa foto em mente antes de subir

>>>Por que Bruxelas não deve ser sua primeira opção na Bélgica? Bruges é a reposta

No geral, o passeio é uma boa pedida para todo tipo de gente que visita a região, incluindo até os mais idosos, uma vez que o acesso ao topo do morro pode ser feito de carro ou ônibus e que há um elevador para subir na torre de observação.

Você Também Pode Se Interessar Por:

5 Comentários
  1. Avatar

    Boa tarde.
    E agora no ano novo terá algo lá no morro?
    Paga algo para subir no morro?
    Muito grato…

    Responder
    • Daniel Courtouke

      Não é preciso pagar para subir, Giovanni. A única atividade paga é a subida na plataforma de observação.

      Responder
  2. Avatar

    quero conhecer a Holanda

    Responder
  3. Avatar

    Oi Bom dia. Estou lendo uns artigos e pegando umas dicas para as proximas aventuras. Fiquei interessada nesse dreiländerecke. Moro em Basel na Suiça e aqui tb temos esse dreiecke. Suiça/Alemanha/França.
    Feliz 2017

    Responder
    • Daniel Courtouke

      Que legal, Camila! Vamos nos programar para conhecer mais essa fronteira então!

      Responder
Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.