O que fazer na Islândia: passeios que você não pode perder

cachoeira de gullfoss, uma das maiores da islândia, vista de cima

Se com quase duas semanas de férias programadas pra Islândia a gente já teve que quebrar a cabeça para definir o que colocar no roteiro por lá e o que deixar de fora, imagino que muita gente se veja ainda mais indecisa por ter menos tempo na ilha. O que fazer por lá se torna, então, um quebra-cabeça danado.

Para facilitar a vida de quem ainda está querendo saber quais são os passeios imperdíveis na ilha mais simpática do mundo, pensamos em listar o essencial para uma primeira ida à Islândia (sim, você vai querer voltar).


Para planejar o bolso:

Quanto custa viajar pra Islândia?


Obviamente, fica difícil encaixar tudo o que listamos se o seu tempo por lá for somente um stopover entre a América do Norte e a Europa de dois dias por lá, mas ainda assim você vai encontrar o essencial para ter uma amostra mínima de tudo o que o país tem a oferecer aos turistas.

O Golden Circle

O Golden Circle – Círculo Dourado – é um dos passeios mais populares e convenientes na Islândia, pois é basicamente um circuito de 300 km a partir de Reikjavik que passa por três tipos de atrações que são marca registradas da Islândia: um parque nacional, os gêiseres e uma cachoeira imensa.

Ou seja: em um roteirinho de um dia, você pode ver coisas essenciais a serem conhecidas pelo país. E o melhor: pela proximidade da capital, existem diversas opções de passeios turísticos e também é fácil fazer o trajeto com um carro alugado.

Gêiseres

gêisir erupcao na islandia

Geralmente esse assunto motivo de discussão ferrenha com nossos amigos que também já visitaram a Islândia. Uns acham os gêiseres impressionantes, outros acham aquela coisa meio “poxa, dirigi isso tudo pra um espirro de água tão rápido?”.

Eu e a Tati somos do time que acham um gêiser explodindo uma das coisas mais impressionantes da Islândia. Vale definitivamente a espera. No Golden Circle, o Strokkur é o maior Gêiser em atividade no momento.

Mas cuidado para apreciar o espetáculo de longe, pois as águas saem queimando.

Cachoeira de Gullfoss

cachoeira de gullfoss na islandia

Quando fomos pra Islândia eu ainda não tinha ido à Foz do Iguaçu. Chegando em Gullfoss, fiquei impressionado com o tamanho e o barulho das quedas d`água. Quando conheci as Cataratas do Iguaçu, alguns anos mais tarde, me impressionei ainda mais.

Gullfoss tem 32 metros de altura e 70 de largura. A queda da água se dá em dois passos, formando uma pequena escada antes das águas caírem com toda força.

Parque Nacional Thingvellir

Thingvellir National Park - Islândia
Placas tectônicas da América do Norte e Eurásia se separam 4 cm por ano no Thingvellir

O Parque Nacional de Thingvellir está bem no meio de duas placas tectônicas – da América do Norte e Eurásia – que se separam 4 cm por ano. É um dos muitos cenários da série Game of Thrones e possui uma paisagem singular, sendo um dos poucos lugares da Islândia com um verde tão bonito e contrastante com as montanhas e geleiras no horizonte.

Lá, é possível até mergulhar entre as placas tectônicas, mas a atividade é muito  mais cara do que em outros lugares, além de ser uma experiência gelada.

Skógafoss

skogafoss, uma das cachoeiras mais bonitas da ilândia ao fundo da imagem, cercada de verde

A cachoeira de Skógafoss fica na costa sul da ilha. Geralmente é um ponto de passagem pra quem faz a rota do Ring de carro ou mesmo com ônibus de turismo.

As quedas são de 60 metros e – geralmente – há um arco-íris bem no meio da cachoeira, o que deixa o lugar ainda mais lindo.

O mais legal de visitar a Skógafoss é poder vê-la de perto de baixo e de cima. Pra poder observar a cachoeira de cima, é preciso pulmão! É um número incontável de degraus em uma escada de madeira até o topo, mas vale a pena.

Pra quem quiser ver de perto, a dica que não dá pra ignorar é levar uma capa de chuva, pois os respingos da queda te pegam de longe.

Lago glacial Jökulsárlón

iceberg no jokursarlon, na islândia

A gente fez um passeio de barco por lá e foi impressionante. O Jökulsárlón é um lago glacial que se formou pelo derretimento de uma geleira de nome impronunciável. Existem vários icebergs no lago, que hoje possui quase 250 metros de profundidade.

O lugar fica próximo da geleira de Vatnajökull e pode ser acessado pela Rota 1 (a única estrada nacional deles), próximo de Skaftafell, outro ponto turístico bem popular.

Parque Nacional Vatnajökull

Glacier - Iceland
Caminhos abertos dentro da geleira por conta do derretimento do gelo.

O parque nacional de Vatnajökull ocupa 14% do território do país e possui uma infinidade de atrações e atividades. A principal delas é a geleira que leva o mesmo nome do parque. Uma das coisas mais legais que fizemos além de diversas trilhas foi um passeio de caminhada no gelo, em que você pode andar sobre a geleira e adentrar no mar de gelo.

O Parque Skaftafell - Islândia - Vatnajökull National Park
O antigo parque nacional de Skaftafell agora faz parte do parque nacional Vatnajökull

Lá dentro fica outro parque nacional, o Skaftafell, que tem diversas trilhas e é também conhecido principalmente pela cachoeira Svartifoss, outra coisa que eu não perderia na Islândia.

Praia de areia preta de Vik

Tatiana Olegario - Vik - Islândia - Black Sand Beach
Olhando bem ali nas mãos da Tati dá pra ver que a areia é composta de pequenas pedrinhas pretas

Vik tem uma paisagem incomum, assim como vários outros lugares da Islândia. A areia da praia é preta!

A areia na real não é areia mas, sim, basalto originário de erupções vulcânicas. O lugar também possui uma caverna com paredes que parecem mini blocos que foram colocados de cima pra baixo.

O lugar serviu de cenário para a última temporada de Game of Thrones e também para a série Sense 8, da Netflix.

>>> Os lugares incríveis de Game of Thrones que já visitamos

Hallgrímskirkja

igreja hallgrímskirkja em reikjavik

Essa construção de nome e formato estranho é a Igreja de Hallgrímur – ou o nome acima, caso você esteja preparado para se arriscar no idioma islandês – e fica bem no centro de Reikjavik.

Talvez você não a considere uma das coisas mais bonitas da Islândia, mas a vista lá de cima é fantástica e o edifício em si é bem exótico se você pensar que ali é uma igreja.

Reykjavik - Above View - Church
Vista do alto da Hallgrímskirkja – Igreja mais alta do país.

O formato da igreja luterana imita o movimento da lava de um vulcão. Convenhamos, é uma homenagem bastante distinta pra algo que é ao mesmo tempo encantador mas devastador.

Mais da Islândia:

3 coisas que você não deve fazer na Islândia

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, escreva seu comentário
Por favor, digite seu nome aqui